30/08/2018 • 00:00

Nascido em Nova York em 1965, aos dezesseis anos, Josh Cheuse estava fotografando bandas nas casas noturnas que se tornariam sua segunda casa. Em 1981, ele usou o telefone público, em sua escola, para ligar para o The Clash, que estava gravando no Electric Ladyland Studios, em Manhattan, e pediu para fotografar a banda. O que ele recebeu foi um convite para o que se tornaria uma carreira incrível criando imagens para o mundo da música.

Famoso por clicar várias bandas icônicas, roqueiros e celebridades da música, desde os anos 80, Josh registrou momentos únicos, como o primeiro show da Madonna no antológico clube Danceteria, em NY, o The Clash detonando num show em Times Square e os Beastie Boys, ainda moleques, farejando a fama.  
Em uma entrevista para a It’s Nice That, Josh declarou: “Sempre amei fotografia documental, assim como fotografias de guerra, e o cenário da música na época era quase a junção desses dois cenários, porque tinha o mesmo nível de êxtase só que com menor perigo imediato” (risos).



No Brasil, grandes nomes da fotografia vem documentando o cenário musical desde os anos 60, gerando um grande acervo de fotografia de shows, festivais, capas de discos e material promocional. Em breve teremos uma grande novidade sobre o tema.