30/07/2018 • 00:00

Mesmo com todo o sucesso conquistado em 15 anos de carreira, com mais de 3 milhões de discos vendidos, e um Grammy Latino na bagagem, os Tribalistas nunca tinham feito uma turnê. Um dos poucos shows do trio foi no saudoso “Sarau do Brown”, no verão de 2008.




“A gente tá muito feliz que a tribo veio toda, é festa na floresta!”, agradeceu e brincou Marisa. Mais contido, Arnaldo emendou: “É uma alegria estrear esse show aqui na Bahia”. Brown, que conhece bem sua galera, foi logo puxando o hino “Ajayô”, uma saudação à Oxalá. O público, claro, veio junto. Pronto, estava feita a conexão, que nem a chuva, no meio do show, conseguiu atrapalhar. A vibe do show tava tão boa, que até a chuva veio em sintonia com o que rolava no palco. Caiu bem na hora da música “Água também é mar”.




Muita gente ali, era adolescente quando os Trabalhistas estouraram, e isso ficava evidente na mistura de gerações presente ao Arena Itaipava Fonte Nova. O show contou ainda com a participação luxuosa de Margareth Menezes na música “Passe em casa”.




Esse é daqueles shows, que quem foi, vai lembrar para sempre. Uma noite mágica, para celebrar, na terra de todos os sons e de todos os santos.