24/05/2018 • 00:00

Máquina do tempo, sabemos, só na ficção. Mas máquina de hits, que transporta uma plateia inteira para os anos 80, existe sim, e atende pelo nome de Erasure. Na fila de entrada, no Espaço das Américas, vimos um grupo com camisetas da World Be Gone Tour. Lá dentro soubemos que eram do fã clube do duo britânico no Brasil. Uau! Achou que só os teens se organizam em fã-clubes? Os tiozinhos também chegam cedo e colam na grade.

 

Pelo setlist que tivemos acesso, vimos que o show foi dividido em dois atos e um bis. Começaram arrasadores com “Oh, L’amour”, single do disco Wonderland. A partir daí, com a plateia ganha, a festa estava garantida, e não faltaram sucessos como “Just a little love”, “Chains of love”, “Victime of love” e, encerrando esse “primeiro bloco”, a faixa homônima da turnê “World Be Gone”. Pequena pausa para tomar fôlego, água e agradecer os fãs.

 


Talvez pra dar sorte, retomaram a segunda parte do show com “Who needs love like that”, também de Wonderland. Emendaram com “Love to hate you” e não economizaram diversão. Teve “Drama”, “Blue Savannah”, “Stop” e “Love you to the sky”. E, claro, não poderia faltar o maior sucesso do Erasure entre nós. “A little Respect”, encerrou a farra de uma galera que deve ter quebrado tudo nas pistas e festinhas de embalo, na chamada “década perdida”.