21/05/2018 • 00:00

 

“Ele foi embora, entrou para aquele clube idiota”, disse Wendy O’Connor, mãe do Kurt Cobain logo após a morte do filho, ex-líder do Nirvana, em 1994. Ela se referia ao Clube dos 27, como ficou conhecido no imaginário pop, um grupo de artistas que encontrou um trágico destino aos 27 anos. Os sócios mais famosos desse clube são Brian Jones (ex-Rolling Stones), Jimi Hendrix, Janis Joplin, Jim Morrison, Kurt Kobain e, mais recentemente, Amy Winehouse.




Christopher John Boyle foi encontrado morto por suposto enforcamento, em 18 de maio de 2017, aos 52 anos. Mesmo não pertencendo ao Clube dos 27, a morte do Chris Cornell causou uma grande comoção entre os fãs e deixou um imenso vazio no mundo da música. A semana que passou foi marcada por homenagens de fãs e músicos, amigos. A família de Cornell reuniu amigos e fãs no memorial organizado no Hollywood Forever Cemetery por Vicky Cornell.


Print do último Twitte do cantor.


 

 

Dias antes, Vicky Cornell, viúva do cantor, declarou aos fãs: “É com grande emoção que eu falo com vocês enquanto o aniversário de um ano da morte do meu marido se aproxima. Chris era amado demais e por muitos. As crianças e eu somos muito gratos a todos que estiveram ao nosso lado durante tudo isso. Seu amor criou um laço forte de comunidade, como uma família; para viver o luto, dar apoio e nos ajudar na cura. Não poderíamos ter passado por estes últimos doze meses sem vocês. Podemos sentir seu amor onde quer que esteja”, concluiu. 

A banda Alice in Chains homenageou Chris Cornell tocando “Boot Camp” e “Hunted Down” do Soundgarden, num show em Columbus (Ohio), semana passada.